JPMotos
Violência em alta no Ceará ganha espaço na mídia nacional outra vez
10 de setembro de 2018 às 06:03
25
Visualizações

Balas 3

Assassinatos em série desafiam a Segurança Pública e se tornam manchete na mídia nacional

Já não é mais novidade o Ceará aparecer no cenário brasileiro da violência. No entanto, as reiteradas reportagens em nível nacional expõem ao país a quanto anda a criminalidade neste estado. No programa exibido nesta quarta-feira (5), o “Profissão Repórter” da Rede Globo, voltou a mostrar a verdadeira epidemia de assassinatos que se alastra no território nacional. E o Ceará ganhou um considerável espaço da matéria. Embora com dados de agosto do ano passado, a reportagem menciona o estado como um dos com piores índices de Crimes Violentos, Letais e Intencionais (CVLIs), isto é, os homicídios, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte.

NÚMEROS MAQUIADOS

Coincidentemente, a reportagem foi ao ar no mesmo dia em que o secretário da Segurança Pública do Ceará, delegado federal André Costa, reuniu a Imprensa em uma entrevista coletiva para divulgar os índices dos CVLIs do mês de agosto, sustentado, mais uma vez, que o estado vem apresentando uma queda nas taxas de homicídios em comparação ao ano anterior. São número que, embora oficiais, não refletem a realidade da violência das ruas. No total, 392 pessoas foram assassinadas no Ceará em agosto, porém, nas contas da SSPDS foram “apenas” 352. Mais uma vez, foram excluídos do balanço os casos de mortes decorrentes de intervenção policial e os assassinatos praticados dentro das unidades do Sistema Penitenciário. Tem sido assim, permanentemente. Os números “maquiados” não são contestados pela Imprensa local. São publicados. Apenas isto.

BARRA PESADA

O assassinato do presidente da Câmara de Vereadores de Itaitinga, João Roberto de Oliveira Martins (PRTB), continua em investigação sigilosa por parte da Polícia Judiciária (Civil), e entra na fase de depoimentos. O político foi executado sumariamente há uma semana quando havia parado sua caminhonete de luxo na porta da Câmara. Apesar de presidir o Legislativo daquele Município, o vereador era “ficha suja” na Polícia. Respondia por vários crimes e era suspeito de envolvimento com o crime organizado. Fontes policiais revelam que a morte do político deu sequência a um verdadeiro “rosário” de execuções naquela cidade e Municípios vizinhos, crimes de queima de arquivo, acerto de contas, vingança e por disputa de poder. Resta saber se todo esse enredo macabro vai ser revelado no trabalho policial. Há quem diga que “tem muita gente ainda pra morrer” naquela cidade.

SENSAÇÃO DIFERENTE

Segundo declarações do diretor do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), delegado George Monteiro, em entrevista ao “Profissão Repórter” da Globo, cerca de 20 por cento dos homicídios ocorridos no Ceará são solucionados, isto é , os autores são identificados, indiciados e processados. Se estiver certo o delegado, o Ceará passa na frente de muitos outros estados com menores índices de violência. Conforme pesquisadores da violência no País, no Brasil, a cada 100 assassinatos, apenas oito são esclarecidos e seus autores levados às barras da Justiça e condenados. Nas ruas, porém, a sensação é bem diferente. Na periferia da Capital e na Grande Fortaleza, o sentimento da população é de temor ante a impunidade dos assassinos. E esta impunidade é motor que propulsiona a matança diária nas ruas.

MORTES MISTERIOSAS

Fato preocupante vem ocorrendo nas ruas da Capital e da RMF. Motoristas de aplicativos estão sendo assaltados e assassinados. Somente nesta semana foram quatro casos que ainda estão sob investigação. Um deles teve como vítimas o motorista Ricardo Campina Barbosa. Depois de deixar a esposa no trabalho, na última segunda-feira (3), ele saiu para realizar uma corrida particular (fora do aplicativo) e acabou desaparecendo. Na noite de terça-feira foi encontrado morto dentro de uma residência no bairro Papicu, na zona Leste de Fortaleza. O corpo estava debaixo de uma cama e apresentava vários golpes de faca. O dono da casa está desaparecido e sendo apontado como o principal suspeito do homicídio. O carro do motorista foi encontrado abandonado em Messejana. O mistério em torno do crime persiste. Latrocínio? Passional? Vingança?

BANCOS DEVASTADOS

No intervalo de apenas cinco dias, duas cidades do interior cearense se tornaram palco da violência armada ao estilo “Novo Cangaço”. Deputado Irapuan Pinheiro e Guaraciaba do Norte vivenciaram momentos de terror ao serem invadidas por ladrões de bancos. Quadrilhas fortemente armadas atacaram as sedes dos Destacamentos da PM e, ao mesmo tempo, destruíram agências bancárias com explosivos. O saldo dos ataques foi mais prejuízo para a população, que fica sem dispor dos serviços bancários por um longo tempo, até que a direção das instituições resolva mandar reformar ou reconstruir as agências. Até lá, os clientes têm que buscar agências de outras cidades em Municípios, muitas vezes, bem distante. A caça aos criminosos acontece logo após as fugas. Os constantes ataques de bandidos têm desafiado as autoridades. Quadrilhas são desarticuladas, mas logo outras surgem reunindo bandidos periculosos e muito bem armados.

E TEM MAIS!!!

* Comandante-geral-adjunto da Polícia Militar do Ceará, coronel Adriano Moura, será agraciado com a Medalha Boticário Ferreira, comenda concedida pela Câmara Municipal de Fortaleza. Solenidade está marcada para a próxima semana.

* Polícia Rodoviária Federal vai utilizar radares fotográficos neste fim de semana prolongado da Independência. Equipamentos são potentes e flagram a quilômetros de distância veículos em situações de desobediência às regras de trânsito nas BRs. Portanto, olho vivo nas estradas!

* Um alivio para a população de Santana do Acaraú a prisão do prefeito Marcelo Arcanjo. Quase uma semana após ele assassinar um ex-servidor da Prefeitura Municipal, o gestor decidiu se apresentar à Polícia, que já tinha gaveta o mandado de prisão temporária pelo prazo de 30 dias.

* Depois de Quixadá, onde o prefeito Ilário Marques e seus secretários foram afastados dos cargos, a Procuradoria de Combate aos Crimes Contra a Administração Pública (Procap), deflagrou nesta quinta-feira (6) uma ação semelhante em Aracoiaba. Cheiro de desvio de dinheiro público no ar.

* Guardas municipais de Fortaleza, já devidamente treinados, deverão receber na próxima semana as armas de fogo (pistolas calibre 380 e espingardas de calibre 12) para uso nas rondas e blitze do Programa Municipal de Proteção Urbana (PMPU). O armamento já está em Fortaleza.

* Drones já começam a ser usados no patrulhamento aéreo nas áreas cobertas pelas Torres de Proteção Comunitária do PMPU. Equipamentos serão uma ferramenta a mais para o trabalho de prevenção ao crime realizado em parceria entre a Guarda Municipal de Fortaleza a PM.

E A PERGUNTA DO DIA: Quando a Polícia vai fechar as cracolândias do Centro de Fortaleza???

ComentáriosComentários