JPMotos
Depoimento de Dilma na comissão poderá ser em 20 de junho
25 de maio de 2016 às 16:41

20160525144035_3775_capaO depoimento da presidente afastada Dilma Rousseff na Comissão Especial do Impeachment no Senado está prevista para o dia 20 de junho.

O senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) apresentou nesta quarta-feira (25) seu plano de trabalho para a próxima fase do processo de impeachment prevendo o depoimento de Dilma no dia 20 de junho.

De acordo com O Globo, o cronograma indica que o plenário da Casa voltaria a discutir o caso, sob o comando do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, nos dias 1 e 2 de agosto. A comissão ainda irá votar o plano. Anastasia deixou claro que é uma previsão e pode ter alteração.

Segundo o calendário proposto, no dia seguinte à entrega da defesa escrita por Dilma, que deve ocorrer no dia 1º de junho, a comissão deve se reunir para decidir sobre as diligências pedidas pelos dois lados, além de requerimentos de senadores. Ficou reservado do dia 6 de junho até o dia 17 para a tomada de depoimentos, esclarecimentos de peritos e juntada de documentos.

A previsão é de que a oitiva de Dilma aconteça no dia 20. Ela pode não comparecer. De 21 de junho a 5 de julho os juristas autores da denúncia, Janaina Conceição Paschoal, Miguel Reale Jr. e Hélio Bicudo, poderão apresentar alegações por escrito. De 6 de julho a 21 de julho a defesa de Dilma poderá fazer suas alegações por escrito.

A reportagem explica que, no dia 25 de julho, Anastasia poderá ler o seu parecer na comissão especial. O texto seria discutido no dia 26 e votado no dia 27. No dia seguinte à votação, haveria leitura do parecer em plenário. Nos dias 1 e 2 de agosto o plenário votaria o que se chama de juízo de pronúncia. Nesse caso, exige-se maioria simples, assim como foi na admissibilidade, que levou ao afastamento.

Se a pronúncia for aprovada, o processo seguirá para o julgamento final. Isso ocorreria até 10 dias depois da publicação do juízo de pronúncia. Nessa fase é que se exigem os 54 votos entre os 81 senadores para afastar Dilma de maneira definitiva.

 

Fonte:estadao

Com parceria Miseria

135 total views, 1 views today

ComentáriosComentários