JPMotos
Em depoimento: Lula se contradiz e confirma diálogo com Duque sobre conta no exterior
12 de maio de 2017 às 16:11

Em seu depoimento à Justiça Federal na última quarta-feira (10), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) confirmou parte do que o ex-diretor de serviços da Petrobras Renato Duque disse ao juiz federal Sergio Moro. Na última sexta-feira (6), Duque relatou que se encontrou com Lula e que foi questionado pelo ex-presidente sobre se ele teria dinheiro em contas no exterior. Lula confirmou o encontro com Duque e disse que indagou sobre as contas do ex-diretor. As versões de ambos sobre a conversa, porém, são diferentes.

A conversa entre Duque e Lula sobre as contas do ex-diretor no exterior foi apontada pelo ex-diretor como um dos elementos que o fez acreditar que o ex-presidente tinha conhecimento do esquema de desvio de recursos da Petrobras.

Em seu depoimento, Duque, que está preso e foi condenado a 53 anos de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, disse que se encontrou com Lula três vezes, sendo que a última foi após a deflagração da Operação Lava Jato (em 2014) e que, nesse encontro, Lula perguntou sobre se ele teria contas fora do país, dando a entender que tinha conhecimento do esquema.

“[No encontro] Ele me perguntou se eu tinha uma conta na Suíça com recebimentos da empresa SBM (empresa holandesa que mantinha contratos com a Petrobras)”, disse Duque, que acrescentou: “Eu falei não, não tenho dinheiro da SBM nenhum, nunca recebi dinheiro da SBM. Aí ele vira para mim e fala assim: ´Olha, e das sondas, tem alguma coisa?´ E tinha, né, [mas] eu falei não, também não tem”.

Duque disse que, ao ouvir que ele não tinha contas no exterior, Lula o orientou a tirar qualquer conta que ele tivesse no exterior de seu nome.

“[Lula disse] Olha, preste atenção no que vou te dizer: se tiver alguma coisa (no exterior) não pode ter, entendeu? Não pode ter nada no teu nome´. Eu entendi, mas o que eu ia fazer? Não tinha mais o que fazer. Aí ele falou que ia conversar com a Dilma, que ela estava preocupada com esse assunto e que ia tranquilizá-la”, afirmou Duque.

Nesse ponto, as versões de Duque e Lula são diferentes.

Questionado sobre as conversas que teria mantido com Duque, Lula confirmou o encontro com o ex-diretor, mas não foi questionado nem fez menções sobre tê-lo orientado a se livrar das contas.

“Tive uma vez no aeroporto de Congonhas, se não me falha a memória, porque tinham vários boatos no jornal de corrupção e de contas no exterior. Eu pedi para o Vaccari, que eu não tinha amizade com o Duque, trazer o Duque para conversar”, disse. “A pergunta que eu fiz para o Duque foi simples. Tem matéria nos jornais, tem denúncias de que você tem dinheiro no exterior, está pegando da Petrobras, eu falei: ´você tem conta no exterior?´ Ele falou: ´Não tenho´. Eu falei: ´Acabou´. Se não tem, não mentiu para mim. Mentiu para ele mesmo”, disse Lula.

Moro, então, questiona Lula sobre o levou o ex-presidente a questionar Duque e não outros ex-diretores da Petrobras como Paulo Roberto Costa (Abastecimento). Lula disse que foi a ligação de Duque com o PT que fez com que ele questionasse o ex-diretor de serviços da estatal.

“O Duque tinha sido indicado pela bancada do PT. O PT indicou o Duque com outros partidos e eu penso que foi pra Casa Civil e cumpriu todo o ritual. Eu fiquei muito puto. E ele disse que não [tinha contas no exterior]”, disse Lula.

Moro questiona circunstâncias de encontro de Duque e Lula

As circunstâncias em torno do encontro de Lula e Renato Duque foram alvo de diversas perguntas feitas pelo juiz Sérgio Moro. Em seu depoimento a Moro, Duque afirmou que após os três encontros que ele teria tido com o ex-presidente teria ficado claro que o petista tinha conhecimento do esquema de corrupção implementado na Petrobras.

“Nessas três vezes ficou claro, muito claro para mim, que ele tinha pleno conhecimento de tudo, tinha o comando”, disse Duque.

Moro questionou Lula sobre se o ex-presidente sabia a natureza do relacionamento entre Duque o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, também preso pela Operação Lava Jato. Segundo Lula, foi Vaccari quem intermediou o encontro entre o ex-presidente e Duque.

Inicialmente, Lula diz que procurou Vaccari porque sabia que os dois mantinham uma relação de amizade. “Por que o Vaccari tinha mais relação de amizade com ele do que eu que não tinha nenhuma”, disse Lula.

Moro então o perguntou se ele sabia se Vaccari e Duque eram amigos. “O senhor tinha conhecimento da relação de amizade entre os dois?”, indagou o juiz.

“Não sei se era relação de amizade. Liguei para o Vaccari e falei: ´Vaccari, você tem como pedir para o Duque pedir numa reunião aqui?´ [Ele] Falou: ´Tenho´. E levou o Duque lá”, disse Lula.

Veja abaixo a contradição encontrada por Moro ainda durante o interrogatório:
Moro: O senhor pode esclarecer por que o senhor procurou o senhor João Vaccari para procurar o Renato Duque?

Lula: Porque o Vaccari tinha mais relação de amizade com ele do que eu que não tinha nenhuma.

Moro: O senhor tinha conhecimento da relação de amizade entre os dois?

Lula: Não sei se era relação de amizade, liguei para o Vaccari e falei: Vaccari, você tem como pedir para o Duque pedir numa reunião aqui? Falou tenho, e levou o Duque lá.

Moro: Salvo equívoco meu, eu perguntei se o senhor conhecia, sabia se eles tinham alguma relação, o senhor falou que não? Então o senhor tinha conhecimento que ele tinha uma relação?

Lula: Eu pedi para o Vaccari, para o Vaccari se ele tinha como trazer o Duque, ele disse que tinha. Isso não implica que ele tinha relação, implica que ele podia conhecer.
A resposta anterior era da época em que, do governo. São momentos diferentes que Vossa Excelência parece estar se referindo.

Moro: Estou dando a oportunidade para ele esclarecer porque aparentemente tinha falado uma coisa e falou outra agora. O registro, que eram momentos diferentes.

Lula: Só quero lembrar o seguinte, relação de amizade é uma coisa, e relação é outra. Eu posso, eu vou sair daqui dizendo conheci o doutor Moro, tenho relação com ele, na verdade não tenho.

Moro: Sei, entendi. Mas o senhor então não sabia na época que o senhor João Vaccari tinha relação com o senhor Renato Duque?

Lula: Eu sabia que ele tinha relação, não sabia que tinha relação de amizade. Quando eu disse para ele chamar o Duque é porque ele poderia ter o telefone do Duque que eu não tinha.

Moro: Que tipo de relação que o senhor tinha conhecimento que eles tinham?

Lula: Ah, não sei, não sei, o Vaccari está preso, pode perguntar para o Vaccari, o Duque está preso, pode procurar o Duque.

Moro: O senhor procurou o Vaccari para chegar ao Duque, pelo que o senhor disse, fique tranquilo para esclarecer.

Lula: Estou tranquilo. Doutor.

Moro: A questão é saber assim por que o senhor fez isso para o Vaccari para chegar ao Duque, o senhor tinha conhecimento de alguma relação deles?

Lula: Porque o Vaccari conhecia o Duque que eu não conhecia. Só isso.

Moro: Isso o senhor tinha conhecimento?

Lula: Que tipo de relação que eles tinham eu não sei.

Moro: O senhor ex-presidente tinha conhecimento que o João Vaccari conhecia?

Lula: Tinha conhecimento.

Moro: Que tipo de conhecimento o que senhor tinha?

Lula: Conhecimento que o Vaccari conhecia o Duque.

Moro: Só isso?

Lula: Só isso.

Fonte: UOL

230 total views, 1 views today

ComentáriosComentários