JPMotos
Lava Jato: Apenas 4 dos 50 políticos alvos da PGR viraram réus no STF
7 de março de 2017 às 08:26

A temida lista de investigados na Lava Jato anunciada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) em março de 2015, que deu origem a 27 inquéritos, teve poucas consequências jurídicas até então. Somente quatro dos 50 políticos investigados viraram réus por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deve divulgar mais nomes para abertura de inquéritos nos próximos dias, como consequência das delações de 77 executivos e ex-executivos da Odebrecht, de acordo com “O Globo”.

Os ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco e senadores do PMDB e do PSDB estão na nova lista, conforme revelou o jornal “Folha de S. Paulo”.

Dois anos depois da divulgação da primeira lista e da abertura dos inquéritos, 40% das 27 investigações foram arquivadas total ou parcialmente, ou juntadas a outra apuração. Outros 17 casos estão abertos. A PGR apresentou denúncia a seis desses inquéritos, mas o STF ainda não deu andamento.

Os quatro réus desta primeira fase foram o então deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) e os deputados Nelson Meurer (PP-RJ) e Aníbal Gomes (PMDB-CE).

Segundo a “Folha”, pelo menos dez investigações abertas na Lava Jato pela PGR no STF foram arquivadas por inconsistências e fragilidades nas delações. Seis delas foram de inquéritos abertos na primeira lista enviada por Janot.

noticiasaominuto

144 total views, 1 views today

ComentáriosComentários