JPMotos
PF acaba com grupo de trabalho da Lava Jato em Curitiba
6 de julho de 2017 às 14:23

A direção da Polícia Federal encerrou o grupo de trabalho da Operação Lava Jato em Curitiba. A decisão teria sido comunicada informalmente aos quatro delegados que continuavam no grupo.

As informações são da coluna Expresso, do site da revista Época, da quinta-feira (6). De acordo com fontes do site, a decisão partiu do diretor-geral da PF, Leandro Daiello (foto).

Com a ação, os delegados e agentes deixarão de se dedicar exclusivamente à Lava Jato e retornarão à Delegacia de Repressão à Corrupção e Crimes Financeiros (Delecor). Para os investigadores, a decisão enfraquece a Lava Jato.

A direção-geral da PF confirmou o fim do grupo de trabalho à reportagem. Porém, negou que haverá consequências negativas para a Lava Jato em Curitiba.

Leia o cominucado da PF abaixo

1. Os grupos de trabalho dedicados às operações Lava Jato e Carne Fraca passam a integrar a Delegacia de Combate à Corrupção e Desvio de Verbas Públicas (DELECOR);

2. A medida visa priorizar ainda mais as investigações de maior potencial de dano ao erário, uma vez que permite o aumento do efetivo especializado no combate à corrupção e lavagem de dinheiro e facilita o intercâmbio de informações;

3. Também foi firmado o apoio de policiais da Superintendência do Espírito Santo, incluindo dois ex-integrantes da Operação Lava Jato;

4. O modelo é o mesmo adotado nas demais superintendências da PF com resultados altamente satisfatórios, como são exemplos as operações oriundas da Lava Jato deflagradas pelas unidades do Rio de Janeiro, Distrito Federal e São Paulo, entre outros;

5. O atual efetivo na Superintendência Regional no Paraná está adequado à demanda e será reforçado em caso de necessidade;

6. A Polícia Federal reafirma o compromisso público de combate à corrupção, disponibilizando toda a estrutura e logística possível para o bom desenvolvimento dos trabalhos e esclarecimento dos crimes investigados.

Noticias ao Minuto

191 total views, 2 views today

ComentáriosComentários