JPMotos
Prefeita e vice prefeito de Santana do Cariri chamam de “perseguição política” a decisão que os torna inelegíveis
26 de junho de 2017 às 11:05
46
Visualizações

Após ter mandato cassado nesta sexta-feira (23), pelo juiz da 53ª zona eleitoral Herick Bezerra Tavares, a prefeita de Santana do Cariri, Danieli Abreu Machado (PSL) e o seu vice, Juracildo Fernandes (PC do B) informaram, por meu de sua defesa, que a decisão é fruto de perseguição política.

A Ação de Impugnação promovida pelo Ministério Público do Estado do Ceará indica que os dois mandatários estiveram envolvidos, direta ou indiretamente, em compra de votos nas eleições de 2016. Segundo a acusação, a atividade ilícita era realizada com dinheiro vivo.

Por meio do advogado Francisco Martins Filho, os gestores alegaram que a decisão ocorre fruto de “perseguição política” e “dramas ardilosas”. A nota destaca ainda que não há provas aptas “a comprovar fatos ilusórios e fantasiosos” e que os gestores confiam na justiça de Deus para que os fatos sejam esclarecidos.

Com a decisão, os gestores perdem o diploma de prefeita e vice-prefeito, tornando-se inelegíveis por oito anos.

Por Felipe Azevedo/Agência Miséria
Com Parceria Site Miséria.com.br

ComentáriosComentários